Loading...

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Cada qual com a sua

Agonia

No teu grande corpo branco depois eu fiquei.
Tinha os olhos lívidos e tive medo.
Já não havia sombra em ti – eras como um grande deserto de areia
Onde eu houvesse tombado após uma longa caminhada sem noites.
Na minha angústia eu buscava a paisagem calma
Que me havias dado tanto tempo
Mas tudo era estéril e mostruoso e sem vida
E teus seios eram dunas desfeitas pelo vendaval que passara.
Eu estremecia agonizando e procurava me erguer
Mas teu ventre era como areia movediça para os meus dedos.
Procurei ficar imóvel e orar, mas fui me afogando em ti mesma
Desaparecendo no teu ser disperso que se contraía como a voragem.

Depois foi o sono, o escuro, a morte.


Quando despertei era claro e eu tinha brotado novamente

Vinha cheio do pavor das tuas entranhas.

Vinicius de Moraes, Rio de Janeiro, 1935

25 vezes saudade


Hoje faz cinco meses que Ronaldo Souza, meu pai, partiu para outro lugar: o plano espiritual. O impacto com o seu desaparecimento tem provocado um imenso vazio nos fins de semana, Natal, passagem de ano, aniversários e outras ocasiões. Tudo é quase apagado. Mas ficam as grandes lembranças. Saudades da família toda completa. O momento é de ficar unido, esforçar-se para continuar morando e convivendo com a família. A compaixão é mútua. Os dias difíceis que estamos passando, e que continuarão cada vez mais complicados, recomendam que fiquemos unidos. Solidariedade, bondade, respeito, amizade, carinho, honestidade, lealdade, dignidade e boas intenções foram as  grandes lições amplamente apregoadas pelo meu querido velho. O que precisamos, e isso vale para todos nós, é dar destaque a estas qualidades, que junto com outras mais, só podem ser encontradas no amor puro e indelével de Deus. E se praticamos essas qualidades é porque Deus está em nós e, portanto, somos Deus. O Bem ainda pode vencer o Mal. A dor de tê-lo perdido não deve fazer-nos esquecer a alegria de tê-lo tido conosco e a esperança de reencontrá-lo. Descansa em paz, velho Bona! O seu legado continua vivo; a sua obra jamais se apagará. Até breve...

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Pode ir armando o coreto e preparando aquele feijão preto, eu tô voltando!


Cheguei... Tô aqui e sei que vou gostar. Neste espaço irei publicar textos de minha autoria e comentar sobre os diversos fatos e assuntos do cotidiano, além de reproduzir textos e matérias selecionadas de diferentes fontes. Aqui vocês encontrarão um pouco de tudo o que nos afeta, rodeia e exerce influência: educação, política, saúde, economia, comunicação, esporte, literatura, cinema, poesia, música, gastronomia, artes, meio ambiente, comportamento, humor, religião. Sabem por que eu decidi ter o meu próprio espaço? Pura necessidade de ler e escrever. É através da leitura e da escrita que equilibro corpo e espírito, acalmo o  ímpeto e transbordo, enfim, em emoções. Puro deleite. Como diria um dileto amuleto (mulato), "isso só pode ser coisa de orixá...". Espero que gostem e extraiam algo de bom das coisas que publicarei. Não esperem postagens diárias, este não é o meu objetivo. Nem tampouco se surpreendam se não houver nada de novo durante a revolução... 
Pra encerrar essa lengalenga introdutória, ofereço uma 'palhinha' das coisas que vamos compartilhar e sentir de agora em diante. Um pouco da genialidade do poeta português José Régio, em Cântico Negro. Visceral, profundo, contundente. Assim como se propõe a ser este blog. 

Hasta la vista, viejo(a)!

"...Ah, que ninguém me dê piedosas intenções!
Ninguém me peça definições!
Ninguém me diga: "vem por aqui"!
A minha vida é um vendaval que se soltou.
É uma onda que se alevantou.
É um átomo a mais que se animou...
Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou
- Sei que não vou por aí!"

*Madame, de Monet.



Tempero das Letras - o texto perfeito

Vale a pena pagar a um profissional para revisar um texto?
Claro que sim!
Uma boa revisão valoriza e dá credibilidade ao texto, além de garantir a veiculação de informações claras e coerentes.
Para isso, você tem a Tempero das Letras, uma consultoria especializada em revisão, produção e orientação textual, cujos serviços primam pela excelência e pela máxima satisfação do cliente.
Então, agora você já sabe: pensou em texto, pensou Tempero das Letras – o texto perfeito.
Solicite um orçamento pelo e-mail temperodasletras@gmail.com.

Nossos serviços

- Edição e revisão de texto;
- Serviço de ghost writer (escritor fantasma) – Para quem quer escrever um artigo, uma crônica, um projeto, uma biografia, um relatório de trabalho, um livro de memórias, um discurso;
- Criação de folhetos e panfletos propagandísticos;
- Alimentação de sites;
- Edição de vídeo ou produção de qualquer tipo de texto, mas está sem tempo ou não tem prática nem paciência para escrever.
Temos o conhecimento, a dedicação e a experiência necessários para garantir o máximo em qualidade.
Solicite informações pelo e-mail  temperodasletras@gmail.com.
E seja mais um cliente satisfeito!